Uma Conversa Ali


Moça_sempre_ali: Você ainda acredita no amor?
Anônimo_Incógnito: ...
Moça_sempre_ali: Acredita?
Anônimo_Incógnito: Claro.
Moça_sempre_ali: Hum.
Anônimo_Incógnito: Anda desconfiando de algo?
Moça_sempre_ali: De você, como sempre.
Anônimo_Incógnito: ?
Moça_sempre_ali: Tenho a impressão que, mesmo se não acreditasse mais, você nunca me confessaria.
Anônimo_Incógnito: E por que eu faria isso?
Moça_sempre_ali: Talvez por achar que eu ainda tenho o direito de acreditar...
Anônimo_Incógnito: ...
Moça_sempre_ali: E, você, o dever de não me desacreditar, já que suas desilusões só dizem a respeito a você.
Anônimo_Incógnito: Uau...
Moça_sempre_ali: ?
Anônimo_Incógnito: Que bonito que eu sou em sua impressão.
Moça_sempre_ali: Pois é...
Anônimo_Incógnito: Se eu não fosse tão descrente, diria que parece haver um pouco de amor nisso.
Moça_sempre_ali: Se eu não fosse tão crente, diria que esse é todo amor que já vi.

P.S.: O que você anda chamando de amor?