Os Suspeitos

Anonimo incognito - os suspeitos

Anônimo_Incógnito: Passa da meia-noite e eu preciso ir dormir...
Suspeita: ...
Anônimo_Incógnito: Mas não consigo. A investigação me põe desperto. Fico vasculhando a memória a fim de resolver o grande mistério.
Suspeita: Estou aqui pra ser interrogada?
Anônimo_Incógnito: Eu é que sempre estou. Aqui todas as respostas são minhas, só as pistas é que tomam tua forma.
Suspeita: Que pistas?
Anônimo_Incógnito: Cada gesto, cada escolha, cada hesitação...
Suspeita: As hesitações sempre foram tuas.
Anônimo_Incógnito: E que escolha você me deu?
Suspeita: ...
Anônimo_Incógnito: ...

Suspeita: Prossiga.
Anônimo_Incógnito: Entre planos e promessas, a pista vai esfriando conforme alcanço nosso último encontro.
Suspeita: Não procurou saber de mim depois?
Anônimo_Incógnito: Teu depois vai além da minha jurisdição.
Suspeita: Então o mistério não é o meu paradeiro?
Anônimo_Incógnito: Não. É o meu...
Suspeita: ?
Anônimo_Incógnito: Só tua resposta me alcança, mas as respostas ainda teimam em ser todas minhas.
Suspeita: E o que você espera que eu diga?
Anônimo_Incógnito: O que eu sou, o que eu fui, onde você me guardou em ti...
Suspeita: Não espere de mim uma confissão.
Anônimo_Incógnito: Na verdade, sou eu que confesso. As pistas me trazem sempre ao mesmo lugar sem saída, o mesmo lugar onde eu te guardei em mim.
Suspeita: Teus sonhos...
Anônimo_Incógnito: Onde mais ainda haveria nós dois sem nenhuma culpa?
Suspeita: Nós dois?
Anônimo_Incógnito: ...
Suspeita: Mesmo nos teus sonhos, acha que eu me juntaria ao principal suspeito?
Anônimo_Incógnito: Aqui, a cumplicidade te condena.

P.S.: Aqui, tudo é você e eu...